AMP: O que é e por que você deve usar no seu site

Eliana Pinheiro

Seu site já utiliza AMP?

Imagine a cena: você, uma tela e um site que leva horas para carregar as páginas. Não parece nada interessante não é mesmo? É exatamente por isso que você deve pensar em usar no seu site uma estruturação que facilite a experiência de navegação: a AMP.

AMP é uma sigla derivada do inglês da expressão Accelerated Mobile Pages, algo como “páginas aceleradas para a versão mobile” em tradução livre.

Esta estruturação otimizada permite que seu site carregue mais rápido em dispositivos móveis e logicamente se destaque nas pesquisas do Google.

Você sabe que o Google preza por padrões de qualidade para apresentar os sites que considera mais relevantes para a pesquisa do usuário, não é?

 

Entre estes padrões estão a quantidade e qualidade do conteúdo, o tempo de existência do domínio do site e a velocidade dele. Sim! A velocidade do seu site é um padrão de qualidade analisado pelo buscador, principalmente agora que foi adotada a regra “mobile first”.

Ok, este agora não é de tão agora assim. O AMP Project foi apresentado pela Google em 2015. Fruto de uma colaboração entre o buscador e outras empresas como Linkedin e Twitter, o projeto apresentava parâmetros que prezavam pela experiência do usuário.

De lá pra cá a evolução e implementação das AMPs começaram a ganhar espaço e engajamento entre as páginas mais populares da WEB.

Como vou usar isso no meu site?

Bom, você sabe para o que a AMP serve, legal! Mas você realmente entendeu como funciona?
Basicamente você estará mexendo nos códigos do seu site e deixando ele tão rápido que seu carregamento será quase instantâneo nas plataformas mobiles.

Isso é possível graças ao trabalho conjunto de desenvolvedores do mundo inteiro que colaboram, a partir dos parâmetros desenvolvidos pelo Google, para que as melhorias estejam ao alcance de todos.

Estes criadores de códigos alteram abertamente o projeto, testam, e compartilham os resultados positivos para que outros possam usar. É o que chamamos de Open Source.

A estrutura de uma página AMP é divida basicamente em três pilares principais: AMP HTML, AMP JS e GAC-Google AMP Cache.

AMP HTML: A diferença do HTML de uma AMP para um HTML básico é percebida principalmente nas restrições. O AMP HTML oferece restrições e extensões que vão além do HTML básico, mesmo que em tags eles sejam muito parecidos.

AMP JS: O “JS” do nome vem de JavaScripit. Este framework foca na renderização rápida de páginas AMP. Ele organiza as funções e força um carregamento assíncrono, evitando que elementos da página bloqueiem a renderização de outros;

Google AMP Cache: O Cache é a única estrutura opcional dentre as três. Porém abrir mão do cache influencia diretamente no desempenho da página, uma vez que com o armazenamento das informações de navegação nos servidores do Google a experiência de navegação do usuário é melhorada automaticamente.

Se o seu site é baseado no WordPress você só precisa inserir um plugin e seguir os passos corretamente para começar a implementar a versão AMP dele. Porém não esqueça de avisar o Google que seu site tem uma versão AMP, ou vai gerar um outro problema pior do que velocidade lenta: conteúdo duplicado.

Isso porque quando criamos páginas AMPs para nosso site, estamos duplicando todo o conteúdo em versões otimizadas.

Por exemplo, se seu site se chama meusitedeexemplo.com.br a versão AMP dele será chamada de meusitedeexemplo.com.br/amp

Para o buscador entender que esta outra página é uma versão AMP do seu antigo site você deve incluir em seu código da página principal um sinal que aponte para isso.

<link rel=”amphtml” href=”http://www.meusitedeexemplo.com.br/amp/”>

Depois disso, é interessante que você garanta que o seu código AMP HTML seja validado, e uma boa forma de fazer isso é usar o validador do próprio projeto

Principais vantagens em usar AMP

Vamos pontuar os principais motivos para você fechar esta página e começar a implementar AMP no seu site:

E aí, já se convenceu da importância de usar AMP? Se preferir, você pode contratar uma equipe de desenvolvedores especializada para implementar esta estrutura no seu site, ou construir um novinho em folha, de acordo com todos os padrões de qualidade exigidos pelo Google para garantir uma boa posição nas pesquisas.

A LBZ.Agency é uma agência de publicidade em Manaus com profissionais capacitados para desenvolver e otimizar seus sites para alavancar seu negócio.