Aumente o tráfego de seu site com conteúdo

Raiza Lucena

Agora que as redes sociais estão BOMBANDO, as empresas se posicionaram e criaram perfis no Facebook e Instagram, investindo em posts e impulsionamento para que o empreendimento seja visto e adquirido. O que as empresas não estão entendendo ~um pouco direito~ é sobre a necessidade de levar o cliente para algum lugar que reúna informações e facilite a compra do produto. Ter um site não é algo ultrapassado. Ao contrário. É VINTAGE-FUNCIONAL: ele irá orientar o cliente a ter alguma ação sobre a compra, seja um telefone, um endereço, informações do produto ou, até, efetivamente a compra do produto (no caso de um e-commerce).

 

Estar nas redes sociais não diminui a importância de manter sua presença digital, entretanto, se um usuário pesquisar sobre um produto ele irá fazê-la diretamente por um mecanismo de busca, tipo o Google. E se você não sabe, mais de 63% de todas as pesquisas são realizadas usando o Google e cerca de 80% dos usuários IGNORAM completamente os anúncios pagos (dados da Search Engine Land). Isso é bastante, não é?

 

 

[mãos na cintura] Mas então, madame, se ignoram os anúncios pagos e pesquisam pelo Google e não pelas redes sociais,  que diabos tenho que fazer para ME NOTAREM?

 

Ter um site isso é um grande avanço, mas ainda não é tudo. Informações básicas e institucionais são importantes, entretanto não levam a lugar nenhum. Seu site fica estático e funciona apenas como uma fonte de informações de uma empresa que só irá aparecer como relevante nas pesquisas orgânicas ~SE~ o nome dela for pesquisado literalmente. Resumindo: pessoas pesquisam produtos/serviços pelo Google e o seu não vai aparecer se não tiver um conteúdo relevante e que seja relacionado com sua venda.

 

Se você quer que seu site apareça na primeira página do Google e se torne referência no assunto relacionado ao seu produto é necessário investir nele e não é em forma de anúncio. A forma mais interessante e eficaz é fazer conteúdos seguindo as técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que seriam otimizações para mecanismos de busca. É na busca orgânica (aquela espontânea e não-paga) que os resultados aparecem conforme a relevância do conteúdo do site em relação à palavra-chave digitada na barra de pesquisa. São essas otimizações que geram tráfego e autoridade para um site ou blog.

 

Basicamente, você deve saber mesclar a escrita compreensível para os usuários ao mesmo tempo que escreve para um robô. Em geral, o objetivo do Google é fornecer informações com qualidade e construir sua credibilidade para que os usuários da internet continuem pesquisando pela sua busca e é isso que ele vai buscar: conteúdo relevante.

 

E esse tal de SEO?

 

 

O SEO pode parecer complicado, mas é o que vai aumentar o tráfego orgânico e dar mais visibilidade para o seu website. São diretrizes de leitura do robô do Google para ajudar colocar o seu site em evidência. Mas, atente-se: conteúdo importa, porém não é tudo. Há mais de 200 fatores que ajudam a colocar seu site em evidência e muitos estão relacionados à velocidade do site e certificado de segurança. Aqui estão alguns desses fatores:

 

1Conteúdo de qualidade (o que as pessoas estão buscando e como posso oferecer de forma completa?);

2Autoridade da página (o que ela oferece de conteúdo e como se posiciona em relação a este conteúdo);

3TrustRank (links que você RECEBE de sites de confiança);

4Velocidade de carregamento (o tempo de carregamento influencia na experiência do usuário);

5Certificados SSL e HTTPS (mostrando que seu site é seguro);

6Usabilidade (quanto mais facilitar a vida do usuário, melhor a experiência e aumento no rankeamento de páginas);

7Periodicidade (a inatividade do site e a falta de postagens semanais podem indicar que a página não tem qualidade);

8Tamanho do conteúdo (textos menores de 300 caracteres não são bem vistos pelos mecanismos de busca);

9Tamanho da URL (sim! Até isso. O ideal é que a URL do conteúdo seja objetiva e fácil de ler);

10Fale conosco (uma página que disponibilize contatos pode parecer básico, mas indica confiabilidade para o Google).

 

Você pode conferir outros fatores nesse link.

 

Agora, como mesclar diretrizes do SEO e conteúdo?

 

Entenda seus consumidores e suas necessidades. PLIM! Esse é o primeiro passoSe você souber quem é seu público-alvo fica mais fácil de definir a linguagem e os assuntos que podem rodear seu público. Produza conteúdos utilizando palavras mais pesquisadas nos trends do Google (ou de algum outro mecanismo de busca), que tenham a ver com seu tema principal.

 

 

DICA: Os primeiros posts podem ser explicativos. Depois, você pode ir variando para posts tutoriais ou sobre algum serviço que sua empresa produziu. Só lembre de manter o conteúdo voltado para temas direcionados aos produtos que você oferece. Texto é o principal, mas você pode produzir vídeos, infográficos, imagens, etc. Assim, o cliente saca que seu site é entendido do assunto e tem propriedade para falar sobre. Consequentemente, seu negócio ganha credibilidade, aumenta o tráfego do site e as chances de venda do produto/serviços. Você vira uma “autoridade” no seu ramo!  

 

Achou difícil? Atualmente há profissionais dedicados a elaborar conteúdo especializado para sites, dentro das normas de SEO. Uma alternativa é contratar alguém capacitado para atualizar seu site.